O Governo do Amazonas, por meio da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf), órgão integrante do Sistema Sepror, em parceria com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Amazonas (CRMV/AM), promoverá, no dia 15 de maio, no auditório Wilson Alecrim da Universidade Nilton Lins, localizada no Parque das Laranjeiras, na zona centro-sul de Manaus, o “I Treinamento para Habilitação de Médicos Veterinários para colheita e envio de amostras para diagnóstico de mormo, com finalidade de trânsito de equídeos, no âmbito do Estado do Amazonas”.

Inscrições – Poderão se inscrever no treinamento os médicos veterinários devidamente inscritos no Conselho Regional de Medicina Veterinária do Amazonas (CRMV/AM). As inscrições deverão ser realizadas até a próxima sexta-feira (11/05).

A ficha de inscrição está disponível no site www.adaf.am.gov.br e deverá ser enviada para o e-mail pnse@adaf.am.gov.br. Estudantes de medicina veterinária do 9° e 10° período poderão participar como ouvintes do treinamento. Para maiores informações através do contato: (92) 99233-5432.

Treinamento- O treinam
ento visa instruir e auxiliar os profissionais nas ações em concordância com a Instrução Normativa (IN), N° 06, emitida pelo Ministério de Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), que aprovou as diretrizes gerais da prevenção, controle e erradicação do mormo no território nacional, no âmbito do Programa Nacional de Sanidade dos Equídeos (PNSE). Uma das mudanças propostas na IN é a necessidade de habilitação dos médicos veterinários particulares para atuação nos testes diagnósticos da doença para finalidade de trânsito.

Sobre a doença: O mormo é uma doença contagiosa e geralmente fatal, causada pela bactéria Burkholdeira mallei, de curso agudo ou crônico, que acomete principalmente os equídeos (cavalos), podendo ou não vir acompanhada por sintomas clínicos, e para qual não há tratamentos eficazes para eliminação do agente nos animais portadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *