O Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado do Amazonas– CRMV/AM., atento a operação desencadeada pela Polícia Civil do Estado de São Paulo, onde se noticia que, no dia 14 de dezembro, no município de Mairiporã (SP), foi desarticulada uma quadrilha que promovia rinhas de cães, com suposta participação de médico veterinário.

Após esses fatos este Regional (CRMV/AM) vem diligenciando e buscando informações para subsidiar a Autarquia em suas decisões, em fundados indícios da prática de infrações éticas, que estão sendo devidamente apuradas em Processo Ético-Profissional, com o propósito de melhorar o exercício da medicina veterinária no Brasil, no que tange a defesa do consumidor, do meio ambiente bem como visando inibir condutas incompatíveis com a profissão.

O Sistema CFMV/CRMVs, responsável por normatizar e fiscalizar o exercício da medicina veterinária no Brasil não compactua e repudia a todo e qualquer tipo de maus-tratos contra animais.

Os profissionais médicos-veterinários devem ter o conhecimento necessário da legislação vigente relativa à sua função de modo que a Resolução do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV) nº 1.236/18, preconiza que “o profissional que comete ou é conivente com atos de crueldade, abuso e maus-tratos aos animais devem responder por falta ético-profissional”. Portanto, os profissionais deverão guardar a finco a legislação em vigor. Caberá, de acordo com a referida Resolução, o seu fiel cumprimento, obedecendo todos os critérios dispostos na legislação.

Importante ressaltar que as atividades envolvendo animais, o médico veterinário é o responsável maior pelo bem-estar deles. Assim, o profissional deve usar as melhores ferramentas para o desenvolvimento dessa atividade.

O médico-veterinário é o profissional habilitado a identificar e orientar as condições de sanidade e bem-estar animal, calcular riscos à saúde pública e tomar decisões em situações de desastres, acidentes e intempéries envolvendo animais e a assistência técnica e sanitária aos mesmos sob qualquer forma.

Por conseguinte, o CRMV-AM compreende a gravidade dos fatos, comunica que está tomando as medidas cabíveis, colhendo elementos para que as sanções cabíveis sejam aplicadas, levando-se em consideração, sobretudo, que a sociedade não quer ver seus animais serem mau tratados ou mortos de forma cruel, e por isso exige que todos ajamos de forma sensata em relação aos animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *